"Sim, senhor, tudo o que queira, mas são as palavras as que cantam, as que sobem e baixam. Prosterno-me diante delas. Amo-as, uno-me a elas, persigo-as, mordo-as, derreto-as. Amo tanto as palavras. As inesperadas." P. Neruda.




segunda-feira, 17 de maio de 2010



roaming






É uma ligação. Tem de se dizer algo. Compartilhar silêncios é brinquedo para perto . Há um desejo de não desligar. Gosto tanto de você, mas não sei o que dizer. A meteorologia erra. E se eu te contar da chuva,você sair de capa e não chover? É que eu disse pra você acreditar sempre em mim.

Eu não tenho assunto, mas tenho saudade. Porque o que quero lhe dizer não são palavras, são antes, desmotivos de um coração inquieto. Eu não tenho o que contar. Não por telefone. É que dentro de mim, ecoam uns sinais de alerta, prenúncios gerados pela fragilidade que se encerra nos desejos profundos de acerto; querer acertar é estar à beira do abismo do erro, eu sei. Eu te contei na outra noite esse meu pensamento, mas você, igualmente, já sabia. Posso perguntar se você sentiu a minha falta, mas a verdade é que não importa. Importa é te saber ali, ao fone. Você, materializado em minhas mãos. Não desligue ainda. A sua respiração me conta dos poros, das seivas, da respiração do outro lado da linha. É que se você desligar, nossos silêncios serão novamente apartados pela distância e voltarão então a ser só o que parecem, silêncios. Mas o que eu queria dizer mesmo, para resumir essa longa ligação, é do quanto me calo, por querer dizer tudo o que as palavras não expressam. Por querer dizer que gosto de você tanto quanto é possível. Você está em mim entre cada porção de matéria que há entre o tudo e o nada. Mas como eu disse, para o que eu quero dizer não há palavra.

Desliga então, amor. Estou descendo as escadas. Vou te contar com beijos o que as palavras, por não saberem como fazer, segredam.




8 comentários:

Nirton Venancio disse...

a saudade é a vontade de ver de novo.

pablorochapoesias.com disse...

Que texto lindo! Concordo com a carência das palavras em certos assuntos e vc esplicou de forma rica e até poética este fato!

Meu aplauso!

BETO PALAIO disse...

Luzzsh, vocè é muito boa de texto... Gostei também do seu Haicai... Já está lá... bj

Casa disse...

Luzzsh,

obrigado pela visita em meu blog.
te sigo, agora. sigo aqui no blog. aquela história de "tarado" do meu perfil é brincadeira...

beijos.

oquemeinferniza disse...

Gostei muito do seu texto, essa sutileza com que você usa as palavras... Essa frase "Compartilhar silêncios é brinquedo para perto" ficou ótima, adorei mesmo... É muito bom essa saudade, essa vontade do outro... amar é muito bom ( ser amado então complementa o restinho para completar o tudo).

Beijos

Líria

Pedro Pan disse...

, "a meteorologia erra." e nós confundimos muito a nossa, que dia estamos em sol, ou chuva... muitas vezes nublados...
, beijos meus e felicidade em o novo endereço!

Rayanne disse...

LINDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!

Amei.

**Estrelasempre**

Sandra Regina de Souza disse...

Vim buscar inspiração de outras cores....rs... tbm quero voltar... a saudade cerca os versos...
seca a rima
minimiza
Bom ler-te nestas novas cores! beijos